St. Patrick's Day - John Mayer

20:21

Assim sem me aperceber, muito de mansinho, o John Mayer foi-me conquistando sem aviso. Se calhar venho muito tarde já, mas não estou muito preocupada com isso.

Ontem, antes de adormecer, pus-me a ouvir esta música, que não me tinha saído da cabeça o dia inteiro e, de repente, tive um sentimento muito estranho, uma espécie de catarse e de epifania ao mesmo tempo. Sim, consegui adormecer mesmo depois disto.

Subitamente, senti uma onda de optimismo que não sei explicar, como se algo de muito bom estivesse para acontecer. É uma parvoíce mas, como não ando propriamente a dançar de felicidade e realização nos últimos tempos, decidi agarrar a sensação com todas as minhas forças. Foi quase como um sonho lúcido, uma miragem. Não vi as coisas à minha frente, mas senti que ia ficar tudo bem. Não sei explicar... Por momentos, tive saudades do futuro. Isso foi o quão claro tudo me pareceu, quão seguro e desafiante ao mesmo tempo, quão diferente e quão melhor.

Talvez alguma coisa nos acordes da St. Patrick's Day tenha acordado alguma parte adormecida do meu cérebro, para me lembrar que não me faltam sonhos, e que não me serve de nada acomodar-me à ideia de que o universo tem um humor negro que decidiu aplicar em mim. Pela primeira vez no ano, e em alguns anos, senti que não perdi absolutamente nada, e que não o vou perder sem uma luta renhida. E orgulho-me em dizer que, desta vez, a pessoa que não me posso dar ao luxo de perder sou eu própria.





You Might Also Like

2 comentários

Segue o Capítulo 3!